Etapa 1 de inscrição

Leia atentamente nosso Termo de Compromisso e regulamento.
Clique em Li e Aceito para prosseguir com sua inscrição

REGULAMENTO
EDITAL 2017/2018

PRÊMIOS DE COMUNICAÇÃO DA CNBB
Os Prêmios de Comunicação foram criados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com o objetivo de oferecer um reconhecimento público da Igreja Católica ao trabalho meritório de profissionais da comunicação social nos diversos meios que apresentam suas obras e se distinguem pelo serviço à dignidade humana e aos valores do Evangelho.

I. DO OBJETO
1. Os Prêmios de Comunicação da CNBB também têm por objetivo estimular, fomentar e reconhecer as boas iniciativas de trabalho jornalístico e cultural provenientes de todo o país em cinco áreas, a saber: Cinema, Rádio, Televisão, Imprensa e Internet. 2. Os Prêmios de Comunicação da CNBB têm caráter exclusivamente cultural e não se vincula a nenhuma modalidade de sorteio ou a qualquer exigência de pagamento pelos concorrentes, tampouco está condicionado à aquisição ou ao uso de quaisquer bens, direitos ou serviços. 3. Os Prêmios de Comunicação da CNBB serão entregues aos profissionais autores dos trabalhos que são apresentados para a seleção. Quando se tratar de uma equipe responsável pela autoria, os Prêmios serão entregues a um representante dessas equipes. 4. Concorrem aos Prêmios de Comunicação da CNBB apenas 1 (um) trabalho por profissional ou por equipe. 5. Concorrem para esta edição dos Prêmios de Comunicação da CNBB, os autores de trabalhos de todas as categorias realizados entre 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2017 no Brasil. A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, excepcionalmente, pode considerar e aprovar a participação de produções realizadas no período anterior a este prazo e trabalhos realizados fora do País. 6. Este Regulamento/Edital entra em vigor na data de sua publicação e tem prazo de vigência de até 31 de janeiro de 2018, prorrogável a critério da CNBB.

II. DAS CATEGORIAS
1. PRÊMIO DE CINEMA - “MARGARIDA DE PRATA” A CNBB instituiu, em 1967, seu primeiro Prêmio de Comunicação, o “Margarida de Prata”, dedicado ao Cinema e essa iniciativa representou um importante apoio à produção cultural livre. O Prêmio tornou-se, rapidamente, um apoio da Igreja no Brasil aos produtores e profissionais de cinema, durante a longa jornada de repressão Militar. Durante mais de cinco décadas de premiação das produções, o “Margarida de Prata” tem revelado novos nomes e confirmado diretores e produtores consagrados do cenário cinematográfico do País. Categorias Longa-metragem O que é - Obra cinematográfica de ficção ou documental. Tempo - Duração mínima de 70 minutos. a) Curta-metragem O que é - Filme documental ou ficcional em formato digital ou película. Tempo - Duração de cinco a 19 minutos. 2. PRÊMIO DE RÁDIO “MICROFONE DE PRATA” A União de Radiodifusão católica (Unda/Br), antigo nome da Signis Brasil, criou, em 1996, o prêmio “Microfone de Prata”. O objetivo desse prêmio é o de estimular a criatividade e a qualidade na produção de programas de Rádio em três categorias: jornalístico, religioso, entretenimento. Desde 2012, o prêmio foi incorporado aos prêmios da CNBB. Categorias a) Religioso O que é – Um programa de Rádio cujo objetivo esteja na linha definida pela Unda/Brasil, na Assembleia de 1989: “Evangelizar, comprometendo-se com a causa do Evangelho e levando a um questionamento permanente através de anúncio e denúncia; desenvolvimento da consciência crítica, deixando-se iluminar pelas Diretrizes Pastorais da Igreja no Brasil”. Tempo - informar a divisão dos blocos e breaks, com minutagem. b) Jornalístico O que é – Um programa de Rádio com formato jornalístico, conteúdo de notícias e reportagens do cotidiano numa região, entrevistas especiais. Tempo - informar a divisão dos blocos e breaks, com minutagem. c) Entretenimento O que é – Um programa de Rádio com variedades, com conteúdo diversificado que aborde assuntos como clube de ouvintes, rádio revista, musicais, gincanas, cobertura de eventos, entre outros. Tempo - informar a divisão dos blocos e breaks, com minutagem. 3. Prêmio de Imprensa “Dom Helder Câmara” Em comemoração aos 50 anos de fundação da CNBB, em 2002, a Assessoria de Imprensa da CNBB instituiu o Prêmio Dom Helder Câmara de Imprensa, com o objetivo de premiar reportagens e trabalhos jornalísticos voltados à promoção humana e social, cujos objetivos coincidam com as propostas da Igreja no Brasil. Ao dar o nome de Dom Helder Câmara ao novo prêmio de comunicação, a CNBB quis prestar uma homenagem ao fundador da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo reconhecido como um grande comunicador na Igreja e na sociedade. Categorias a) Jornal O que é - matérias jornalísticas publicadas em jornal impresso (ainda que tenham versões eletrônicas). Pode concorrer também uma edição inteira de um jornal. b) Revista O que é - matérias jornalísticas publicadas em revista impressa (ainda que tenham versões eletrônicas). Pode concorrer também uma edição inteira de uma revista. c) Séries Matérias produzidas em formato de série também serão acolhidos, ainda que seja considerada como uma única inscrição e o conjunto do conteúdo. 4. PRÊMIO DE TELEVISÃO “CLARA DE ASSIS” Concedido a programas produzidos e exibidos por emissoras comerciais, educativas e comunitárias, o Prêmio valoriza conteúdo com valores humanos, éticos e cristãos. Além disso, dá destaque ao desempenho de profissionais e a qualidade dos trabalhos realizados que mostrem elementos significativos na construção de uma comunicação solidária, a serviço do bem comum. Categorias a) Reportagem O que é - Reportagem tem em sua estrutura off, passagem e sonoras (entrevistas) e a concepção do texto segue a regra jornalística da objetividade. Pode concorrer aos prêmios, Série de Reportagens, devidamente caracterizada e considerando que vai se tratar de uma única inscrição do responsável pela série. O tempo – A reportagem pode ser de 1’30” (um minuto e trinta segundos) a 5’ (cinco minutos). b) Documentário O que é - Documentário é um gênero cinematográfico que é um recorte da realidade e pode ter em sua estrutura narração voz over (off) e entrevistas (depoimentos de personagens). O tempo - O documentário pode ser no tempo de 15 a 25 minutos. 5. PRÊMIO DE INTERNET “DOM LUCIANO MENDES DE ALMEIDA” O Prêmio é um instrumento de reconhecimento para trabalhos – que evidenciem valores humanos e cristãos - e que são realizados com base na rede mundial de computadores com particulares acentos no uso das novas tecnologias e da nova percepção ambiental de comunicação. Os trabalhos serão acolhidos quando demonstrarem, em sua concepção e realização, traços de inovação, criatividade tanto no âmbito da Igreja como no da sociedade em geral. Categorias a) Sites/Portais/blogs O que é – Local na Internet identificado por um nome de domínio, constituído por uma ou mais páginas de hipertexto, que podem conter textos, gráficos e informações em multimídia. b) Iniciativas com Redes Sociais O que é - Projetos lançados em redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, Youtube, etc) para criar laços entre pessoas em vista da apresentação, defesa e engajamento em uma causa religiosa ou social. c) Aplicativos O que é – Aplicativo (app) é um software desenvolvido para ser instalado em um dispositivo eletrônico móvel. 6. MENÇÕES HONROSAS A Comissão Episcopal para a Comunicação poderá outorgar “Menção Honrosa” a trabalhos de qualquer categoria dos Prêmios de Comunicação para autores que se destacarem, especialmente, no testemunho público da fé e na consolidação de uma sociedade mais justa, fraterna sinalizando ao mundo os valores do Evangelho.

III. DA INSCRIÇÃO
A inscrição deve ser feita pelo autor da obra a ser avaliada - ou por um representante – no processo de escolha dos Prêmios de Comunicação da CNBB na modalidade online. Para realizar a inscrição será necessário seguir o seguinte processo demonstrando no seguinte esquema passo a passo: 1. O candidato deve entrar no hotsite dos prêmios hospedado no site oficial da CNBB www.premioscomunicacao.cnbb.org.br a) Fazer a leitura atenta do Regulamento/Edital. b) Escolher o Prêmio no qual quer se inscrever. c) Escolher a Categoria do Prêmio no qual você quer se inscrever. d) Preencher o formulário da Inscrição Fazer um resumo da obra Ler as autorizações e clicar em “concordo” no finall deste Edital. e) Proceder o envio do material online: Margarida de Prata (Cinema): faça upload do filme pelo vimeo, youtube. Microfone de Prata (Rádio): faça upload do arquivo de áudio no formato mp3. Clara de Assis (TV): faça upload do arquivo de vídeo em formato mp4. Dom Helder Câmara (Imprensa): faça upload do arquivo em PDF. Dom Luciano Mendes de Almeida (Internet): Envie o link. f) Exceção Em casos absolutamente excepcionais – com a devida justificativa - quando o candidato não tiver nenhuma condição de fazer a inscrição e envio online, a CNBB receberá o material pelo correio dentro do prazo das inscrições: CINEMA E TV – 5 cópias do material em DVD em formato mp4 (ou link para acesso) RÁDIO – 5 cópias do material em CD em formato mp3 IMPRESSO – 5 cópias dos jornais e revistas. INTERNET – endereços eletrônicos (ou alternativa tecnológica mais prática). O endereço para onde o material deve ser enviado: CNBB – Prêmios de Comunicação SE/Sul, Q. 801, Conj. “B” 70200-014 - BRASÍLIA – DF g) Divulgação Opcional - Cada candidato poderá enviar uma breve apresentação da obra em vídeo com a duração de 30 segundos. O vídeo pode ser gravado pelo celular – simples e direto - e deverá ser enviado por e-mail para premiosdecomunicacaocnbb@gmail.com. 2. PARA INDICAÇÕES Os bispos referenciais e coordenadores da Pascom dos regionais da CNBB podem indicar trabalhos de comunicação para todas as categorias dos cinco prêmios convidando seus autores a preencherem todos os requisitos das modalidades e a realizarem suas inscrições no processo normal.

IV. DO PRAZO
As inscrições devem ser feitas entre 04 de setembro de 2017 a 31 de janeiro de 2018.

V. DA SELEÇÃO
1. Júri de especialistas Os inscritos e indicados serão apresentados aos grupos especiais de seleção dos Prêmios: a) “Margarida de Prata”/Cinema: equipe constituída por professores de Cinema da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (RJ); b) “Microfone de Prata”/Rádio: equipe constituída pela Signis Brasil e Rede Católica de Rádio em São Paulo (SP); c) “Clara de Assis”/Televisão: equipe constituída por professores de disciplinas na área de Televisão da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (GO); d) “Dom Hélder Câmara”/Imprensa: equipe constituída pela Assessoria de Imprensa da CNBB com professores da área de Jornalismo da Universidade Católica de Brasília (DF); e) “Dom Luciano Mendes de Almeida”/Internet: equipe constituída por professores da área tecnológica da Universidade Católica de Salvador (BA). 2. Júri dos Bispos Uma comissão eleita pelo Conselho Permanente da CNBB, constituída por 5 bispos, membros do Conselho Episcopal Pastoral, formam o Júri episcopal que realiza a seleção final dos trabalhos e atribui os ganhadores de todas as categorias.

VI. DA PREMIAÇÃO
1. Finalistas Os 3 (três) trabalhos finalistas de cada categoria terão seus títulos e autores divulgados na cerimônia de entrega dos Prêmios. Nesta edição de 2017/2018, o Conselho aprovou, ad experimentum, a possibilidade de se realizar uma votação online entre os finalistas escolhidos pelos jurados especialistas de todas as categorias para que aqueles que mais receberem votos recebam as Menções Honrosas. 2. Ganhadores a) Os Ganhadores receberão estatuetas relativas a cada um dos Prêmios oferecida pela CNBB. b) O ganhador terá despesas pagas (transporte e hospedagem) para ir à cerimônia de entrega dos Prêmios (uma única pessoa, sem acompanhante. Quando a obra escolhida tiver sido realizada por duplas, trios, quartetos, ou mais pessoas que dividem a autoria, os ganhadores deverão eleger uma única pessoa para recebe-lo. Se outros quiserem participar, despesas com transporte e hospedagem devem ser cobertas pelos próprios participantes, sem nenhuma obrigação por parte da CNBB). 3. Cerimônia de entrega a) Os Prêmios de Comunicação da CNBB serão entregues por 6º Encontro Nacional da Pascom, em Aparecida (SP), entre 19 e 22 de julho de 2018, em um programa de TV, ao vivo, transmitido pelas emissoras de inspiração católica do Brasil. b) O horário do programa será às 20h30 (com possibilidade de mudança de horário, dependendo do acordo com as emissoras de TV).

VII. DAS AUTORIZAÇÕES
1. Declaração Compromisso de Participação Ao “concordar” com este Edital, o candidato se compromete a participar de todas as fases do processo dos Prêmios de Comunicação da CNBB. 2. Declaração de cessão de Direitos autorais Ao “concordar” com este Edital, o candidato declara ceder direitos de textos e de imagens para fins de divulgação dos Prêmios no âmbito da premiação, vedada qualquer atividade de exploração comercial. a) DAS CONSIDERAÇÕES FINAIS 1. Ficará a critério da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação decidir pela não premiação de uma ou mais categorias, caso os critérios deste edital não sejam satisfatoriamente atendidos por nenhum dos trabalhos inscritos. 2. A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação também se reserva ao direito de utilizar o material fornecido pelos participantes, inclusive audiovisuais de cobertura das atividades, para reprodução total ou parcial, edição, adaptação, tradução, sincronização, inclusão em banco de dados, divulgação pelos diversos veículos de mídia, distribuição, uso direto ou indireto, entre outras, sendo vedada qualquer utilização com finalidade lucrativa. 3. A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação não se responsabiliza pela apresentação de trabalhos que sejam cópias de outras experiências, sendo a autoria do projeto e veracidade das informações de responsabilidade exclusiva de seus proponentes, atendo-se a Comissão à apreciação dos critérios deste Edital e da qualidade do trabalho realizada. 4. A constituição do Júri de especialistas, inclusive por convite e/ou contratação, a apresentação do resultado, assim como a decisão de casos omissos nesse edital, observado o princípio do contraditório e ampla defesa, serão de inteira responsabilidade da Comissão. 5. A participação nos Prêmios de Comunicação da CNBB implica a aceitação irrestrita deste Edital. 6. Eventuais irregularidades relacionadas aos requisitos de participação constatadas a qualquer tempo, implicarão na inabilitação da inscrição. 7. Maiores informações poderão ser obtidas através do e-mail: premiosdecomunicacao@cnbb.org.br.